segunda-feira, 11 de junho de 2012

Foco Na Religião

  O novo naturalismo dos Países Baixos, melhor representado Eyck, começou a atrair atenção e, por volta de meados de 1450, sua influência havia se espalhado. Outros artistas flamengos, tais como Rogier van der Goes (1400-1482) e o artista alemão Matthias Grünewald (1470-1528), trabalhavam quase exclusivamente com temas religiosos, usando uma abordagem naturalista que dava ás suas pinturas um ar mais marcado de de propósito do que antes. Enquanto havia algo de artificial na obra de Van Eyck - como se a realidade fosse presa em um vidro - as pinturas de alguns desses flamengos posteriores são mais calorosas, mais emotivas e humanas.
  Van Der Weyden foi um dos artistas que mais influenciaram no século XV. Ele era o pintor oficial da corte do Duque de Borgonha, Filipe o Bom, e suas pinturas eram enviadas para a Espanha e a Itália, fazendo com que sua reputação se espalhase mais ainda. Sua obra foi celebrada pela sua atenção aos detalhes e emoções expresivas que comseguiu obter através de suas representações amocionantes de cenas religiosas importantes.Em composição de larga escala, como Deposição ou pietà, Van der Weyden organiza seu grupo de figuras em um espaço pictório superficial de forma que a atenção seja concentrada na dor marcada em seus rostos.
   Esta intensidade emocional é também encontrada na obra de Hugo van der Goes, que fez pinturas de larga escala de cenas religiosas, incluindo o retábulo Portinari, com suas figuras monumentaisreunidas ao redor do infante Cristo. Outros artistas do norte menosconhecidos fizeram pinturas religiosas, mas poucos foram tão bem sucedidos em combinar o detalhe realistico encontrado nas obras de Van Eyck com o poder expressivo de Van der Weyden ou de Van der Goes.
   O pintor cuja obra articulou as visões religiosas mais sombrias foi Matthias Grünewald, um artista alemão que se concentrou em temas do sofrimento humano. Sua obra de arte, o retábulo para a igreja do hospital em Isenheim, na Alsácia, mostra em detalhes brutais a agonia que Cristo sofreu na cruz, seus membros contorcidos, seu corpo retorcido coberto de lacerações.





> Deposição 1435 Rogier Van der Weyden
Deposição concentra nossa atenção na dor. A carga emocional da pintura é aumentada pelas poses dramáticas, especialmente a de Maria, cuja forma desmaiada ecoa o corpo agredido de seu filho.

< A Adoração dos Pastores (Retábulo - painel central), 1476 Hugo Van Der Goes. 
 Comumente celebrado como sua obra máxima, este grande tríptico da Natividade foi encomendado por Tommaso Portinari, um agente da família Médici, para a igreja do Hospital de Santa Maria Nuova em Florença. Van der Goes revela boa organização dos grupos de figuras, e uma observação apurada em sua representação de individuos, particularmente dos pastores maravilhados. 


 

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários que seram excluidos

Comentários em letra maiúscula.
Comentários de anônimos.
Comentários fazendo propaganda de seu próprio blog.
Comentários com o português miguxes.( Awe amiga, s bg ew shou di bola. Xuper bj)
Comentários com palavras obsenas.
Comentários com insultos.
Comentários falando mal de outros blogueiros.(resolva seu problema direto com seu desafeto)
Comentários perguntando o que já tem aqui no blog.
Comentários pedindo para eu ir até o seu blog dar uma olhadinha.
Comentários pedindo para adicionar ao MSN.
Comentários racistas.


Por favor, entenda que não tenho tempo para isso, não é má vontade mas não posso e o mais importante, não quero me aborrecer com estes pormenores.

Divulgue-o

Windows Live Messenger + Facebook

Google+ Badge